Estudo observou a associação entre o consumo de laticínios e risco de desenvolver Síndrome Metabólica

Um estudo brasileiro, publicado em 28 de outubro de 2015, na revista científica Journal of Nutrition, pela American Society for Nutrition, observou que o consumo de laticínios integrais está inversamente associado com Síndrome Metabólica em adultos.

Esse estudo observou a associação entre o consumo, por adultos de 35 a 74 anos, de laticínios, e fatores de risco para desenvolver Síndrome Metabólica.
A Síndrome Metabólica nada mais é do que a representação de sinais e sintomas resultantes do excesso de insulina, porém em um grau antes da Diabetes. É em muitos casos a situação clínica que antecede a Diabetes. A Síndrome Metabólica, assim como o Diabetes, também é manifestada por obesidade abdominal, triglicerídeos elevados, colesterol HDL baixo, glicose elevada e pressão arterial elevada.


O que esse estudo analisou, foi ver se existe alguma associação entre o consumo de laticínios e o risco para desenvolver Síndrome Metabólica.
Conforme os pesquisadores, após corrigido outros fatores de risco para o desenvolvimento de síndrome metabólica, a conclusão foi a seguinte: quanto maior o consumo de laticínios, especialmente os integrais (sem redução no teor de gordura), menor a associação com síndrome Metabólica.

Interessante observar que quando analisado o consumo de laticínios lights (reduzidos em gordura), não houve redução no risco desenvolver Síndrome Metabólica.

Isto sugere que a associação positiva entre consumo dos laticínios integrais é mediada pelas gorduras saturadas desses produtos.