Impacto do peso do médico nas orientações sobre obesidade

Medico com sobrepeso

Olha que interessante esse estudo. Se observou o peso dos médicos e suas respectivas condutas médicas em relação a algumas orientações sobre obesidade, como exercício físico, dieta e tabagismo. 

O estudo separou em dois grupos de médicos: um com o peso normal e o outro grupo com sobrepeso e/ou obesidade conforme os parâmetros de IMC (Índice de Massa Corporal). 

No grupo de médicos com sobrepeso, a tendência em iniciar um conversa sobre dieta e exercício, se mostrou mais quando os pacientes estavam com maior IMC do que comparado aos médicos com peso normal, que tendem a iniciar a conversar sobre o assunto nos pacientes ainda com sobrepeso, antes de se tornarem obesos.

 

A percepção, assim como a confiança na orientação dos pacientes, pelo ponto de visto do médico, foi menor no grupo dos médicos com sobrepeso. 

O único fator que foi mais expressivo no grupo de médicos com sobrepeso, foi o fato de eles prescreveram mais medicamentos para emagrecer do que os médicos com peso normal.

O estudo sugere que o IMC do médico influencia no tratamento do paciente obeso. Médicos com o peso normal são mais propensos e tem mais segurança em orientar os pacientes quando à obesidade.  

Na prática essas observações não parecem nada absurdas, já que parece mesmo mais improvável você orientar sobre emagrecimento se você está acima do peso.  

 


REFERÊNCIA:

Obesity (Silver Spring). Author manuscript; available in PMC 2013 May 6.
Published in final edited form as:
Obesity (Silver Spring). 2012 May; 20(5): 999–1005.
Published online 2012 Jan 19. doi:  10.1038/oby.2011.402
PMCID: PMC3645927
NIHMSID: NIHMS459920
Impact of Physician BMI on Obesity Care and Beliefs
Sara N. Bleich,1 Wendy L. Bennett,2,3 Kimberly A. Gudzune,2 and Lisa A. Cooper2,4