Dieta Low Carb High Fat:

 A dieta low carb high fat (baixo carboidrato e alta gordura) é conceitualmente uma dieta reduzida na quantidade de carboidratos totais. Isto na prática significa restringir açúcares e carboidratos de qualquer origem (farináceos, tubérculos, amidos, frutas e doces).

Na dieta low carb só importa a quantidade de carboidratos (gramas) que são consumidos por dia. Então você poderia comer um bala no lugar de uma fruta, por exemplo, contanto que quantidade de carboidrato fosse igual. Você certamente irá emagrecer se fizer uma dieta com 20g de carboidratos ao dia, mesmo se essas 20g forem doces! Porém quanto a sua saúde, você deve imaginar que a repercussão não é a mesma.

Restringir o consumo de carboidratos é necessário, mas não suficiente para se manter saudável. Além disso o conteúdo de gordura não é o foco principal, bastaria aumentar a proporção com qualquer alimento rico em gordura.  

 

Dieta Paleolítica:

Já a dieta paleolítica, tem como foco principal o consumo de alimentos mais naturais, menos industrializados e processados, e sendo assim, os carboidratos serão oriundos de vegetais e frutas. 

A dieta paleolítica é muito parecida com a dieta Mediterrânea, porém a maior diferença é em relação ao consumo de grãos e leguminosas. Na dieta paleo não é incluído alimentos do período pós-agricultura, pois se considera que estes alimentos não fizerem parte do processo evolutivo da nossa espécie. 

O conceito de alimentos, podemos dizer, "primais", é extendido também às gorduras. Recomenda-se o consumo das gorduras naturalmente presentes nos alimentos, pois o consumo delas é essencial, pois irá lhe ajudar a manter-se saciado.

Como a dieta paleo preconiza o consumo de alimentos naturais, é de se imaginar que automaticamente ela também será reduzida em carboidratos. 

 

Portanto, minha recomendação de dieta para emagrecer ou se manter saudável, (independente se você precisa perder peso), é fazer dieta Low Carb High Fat com alimentos “paleolíticos”. O que determinará o quanto você deverá restringir o consumo de carboidratos é o quanto você precisa emagrecer, assim como se você tem resistência à insulina, ou tem Diabetes.

 

primeiros passos

Perder peso não pode ser uma tarefa árdua e complexa. Deve ser simples e prazerosa. Abaixo coloco algumas dicas baseada em opinião dos mais estudiosos sobre dieta e emagrecimento, pessoas que eu admiro e respeito e principalmente me sinto na obrigação de repassar seus conceitos:

1.Faça dieta Low Carb High Fat com alimentos Paleolíticos:

Se você quer perder peso, você deve começar evitando açúcar e amido (p.e., batata). Esta é uma recomendação antiga, eu sei: há mais de 100 anos existem dietas, que na imensa maioria delas, também sugere a restrição de carboidratos! Não é a toa que por todo esse tempo, restringir carboidratos é bastante unânime em muitas dietas. O que tem de novidade é que muitos estudos sérios e modernos têm provado que, sim, low carb é a maneira mais eficaz de perder peso (1,2,3,4,5,6,7,8).

Sendo bem realista, praticamente todas as dietas conseguem promover um certo grau de emagrecimento. Certo? Sim. O que todos nós sabemos é que dietas difícies e complexas de se manter e reproduzir, muitas vezes tem vida curta. Dietas iô-iô (aquelas do efeito sanfona) também não servem. Além disso, dietas no qual a presença da FOME é constante, também vemos durar somente até quando a motivação persistir. E quem aguenta passar fome? Eu não aguento!!!
Uma das diferenças da dieta LCHF das demais, é que o conteúdo de gordura da dieta lhe ajudará a se manter mais saciado, driblando aquela fome incontrolável, e por consequência você ir passar a comer menos!  Além disso, consumindo pouco carboidrato, sua insulina irá oscilar pouco e assim não sofrerás a montanha russa que ocorre quando temos os extremos da insulina e glicemia, muitas vezes manifestados por perda de foco mental, fome incontrolável, fadiga, etc.

2. Coma quando estiver com fome e até ficar satisfeito:


Parece bem simples e fácil, né? Mas é mesmo! Se você não está com fome, provavelmente não precisa comer ainda. Na dieta LCHF você pode confiar em sua sensação de fome e saciedade novamente. (Na dieta low fat: NÃO!) Fazendo escolhas certas na hora de comer, você perceberá que não ficará “passando fome”, a dieta LCHF lhe trará saciedade e você conseguirá manejar bem seus momentos pré-refeição e refeição. 
Algumas pessoas comem três vezes por dia e, ocasionalmente, lanche no meio (note que lanches freqüentes pode significar que você se beneficiaria de adição de gordura nas refeições, para aumentar a saciedade). Algumas pessoas só comem uma ou duas vezes por dia e nunca lancham. Aliás comer a cada 3-4 horas, irá certamente atrapalhar seu plano de emagrecimento. Basta comer quando se está com fome. 
Além disso, comer até se sentir satisfeito, implica também em outra coisa: a gordura da dieta LCHF que irá lhe deixar satisfeito, irá proteger da ânsia (“gana”) pelo consumo de carboidratos, e isto é fundamental para o sucesso da perda de peso, principalmente no início da dieta. No entanto, evite comer além do necessário para lhe sentir satisfeito. Comer só porque colocou no prato não é uma estratégia boa.

3. Coma comida de verdade:


Coma os alimentos naturais que os seres humanos vem comendo por milhares de anos (aqui entra o conceito de paleolítico)!  Coma carnes naturais como carnes de gado, frango, peixes, frutos do mar, e gorduras naturais como bacon, ovos, castanhas e azeite de oliva.  Tente comer alimentos orgânicos e carnes de animais tratados com alimentos naturais, como gado alimentado com pasto e galinhas caipira. Como nós não vivemos na era paleolítica, acredito que podemos consumir algumas "modernidades", como por exemplo alguns laticíneos como queijo, nata, etc. Evite animais alimentados com grãos (tipo milho), pois assim como nós os animais também não foram feitos para comer grãos, pois a composição das gorduras destas carnes ficará diferente. E não esqueça de restringir os carboidratos (inclusive em diversas hortaliças e frutas), o açúcar refinado, grãos, farinhas e glúten.
Nós não fomos feitos para comer comida industrializada, muito menos grãos manipulados, como trigo e soja. Nossa espécie começou a adoecer "coincidentemente" com o avanço da agricultura e da indústria alimentícia. Que curioso, né?

Siga essas orientações e você irá emagrecer, ficará saudável e se sentirá muito melhor! Acredite, é mais simples do que se pode imaginar. Lembre-se, você não irá passar fome, comerá comidas deliciosas, naturais, e passará a comer menos!
Nova pirâmede alimentar