O que é Jejum?

Jejum é o ato voluntário de controlar o consumo de alimentos, seja ele por motivos de saúde, espiritual, ou como protesto por uma causa política. O jejum também é uma reação instintiva. Quando ficamos doente, naturalmente jejuamos até nos sentirmos recuperados. O ato de jejuar é natural e espontâneo ao nosso organismo. O jejum foi preconizado por muitos filósofos e pensadores, como Hippocrates, Aristoteles, Socrates e Plato.

Benjamin Franklin
Plato

Além de ser algo natural ao nosso organismo, o jejum tem vários benefícios para a nossa saúde: como emagrecimento; melhora da resistência à insulina e Diabetes; melhora em doenças de base inflamatória com as doenças cardiovasculares e do sistema imunológico; é também coadjuvante no tratamento de alguns tumores; e melhora o desempenho mental. Entretanto há um enorme interesse contrário para que as pessoas não façam jejum, que vem especialmente da indústria de alimentos. É claro que para eles não é interessante que façamos jejum. Afinal o “ganha pão” deles é o nosso lanchinho.

Qual a explicação que dá suporte aos benefícios do jejum?

O que acontece é que quando comemos qualquer alimento estimulamos a liberação da insulina. Praticamente todos os alimentos estimulam a insulina, em menor ou maior quantidade. O papel fundamental da insulina é de estocar a energia oriunda dos alimentos, seja no fígado ou nas células de gordura.
No entanto quando estamos em jejum, os níveis de insulina caem, e o organismo consegue utilizar seu estoque de energia para nos mantermos ativos. É isto que acontece, quando comemos estocamos a energia dos alimentos e quando jejuamos utilizamos essa energia estocada. Isso é o que acontece naturalmente quando dormimos. Não precisamos ficar fazendo lanchinhos o tempo todo para podermos ter uma boa noite de sono.
O corpo utiliza duas fontes de energia, o açúcar e a gordura, ele é capaz de alternar entre uma e outra automaticamente. A utilização de açúcar como fonte de energia é mais fácil e rápida. Já o uso da gordura, só acontece quando praticamente todo o estoque disponível de açúcar no organismo acabou. E isso explica em parte porquê é tão difícil de queimar gordura.

Como podemos induzir esta rota de queima de gordura?

Bem, iniciamos com uma dieta de baixo carboidrato, para que tenhamos pouco estoque de açúcar. E se já temos um estoque repleto de açúcar, o que podemos fazer é justamente jejum, para queimar esse estoque e em seguida passar a usar a gordura como energia.

Como fazer jejum?

copo de água

Há varias formas de fazer. Existem jejuns mais prolongados e outros mais curtos. Os mais prolongados são os mais efetivos em termos de emagrecimento. Entretanto na prática o mais importante é o que você se adapta melhor. Por exemplo, jejum de 12horas, você toma café da manhã as 7 e só janta as 19h. Ou então você pula o café da manhã, almoça às 12 horas e depois janta às 20 horas, isto daria um jejum de 16 horas. Ou pode ser feito um jejum de 24 horas, por exemplo, você só janta. Essas opções de jejum são bem fáceis de reproduzir e podem ser feito vários dias da semana, por exemplo 2-3X por semana.  Os jejum mais prolongados podem necessitar alguma suplementação com minerais, por isto aconselho ter orientação médica para a realização segura.
Alguns detalhes são importantes para o sucesso do jejum. O primeiro deles é que você deve se manter hidratado. Beba água, água saborizada com ingredientes naturais, água com gás, chás, café e chimarrão à vontade. Porém evite adoçar, mesmo com adoçantes artificiais. O que também pode utilizar e é super saudável são os caldos, por exemplo, caldos de carne/osso feitos em casa. Antes de iniciar o jejum você pode deixar preparado o caldo. Assim você terá uma boa fonte de hidratação e principalmente de minerais.

Quais as outras vantagens do jejum?

É uma ferramenta bem simples, dá pra resumir em: simplesmente não coma nada. É de fácil execução, é barato, você não precisa gastar com nada, irá economizar. É conveniente, pois você pode fazer em qualquer lugar, a qualquer momento, além de ganhar tempo não precisando preparar os alimentos ou indo em busca deles. Aliás você não precisa nem saber cozinhar. O jejum também te permite ter os momentos de exceção da dieta. Se você sabe que irá comer aquele bolo de aniversário do seu filho, você pode programar para fazer jejum antes ou depois disso. Você sabe que pode compensar aquela exceção com jejum. Isto te dá controle sobre o manejo de seu peso. Além disso, o jejum se adapta a qualquer dieta ou restrição alimentar. Por exemplo, se você tem intolerância à lactose, ou não come carne de porco por questões religiosas, ou tem alguma alergia alimentar à camarão ou a castanhas, mesmo assim você pode jejuar. Então por que não tentar? Basta você querer! E fazer jejum na verdade significa um ato que representa exatamente não fazer alguma coisa. Então se você não está comendo nada agora, você já está em jejum!