Ao iniciar a dieta LCHF (baixo carboidrato/ rica em gordura), o seu organismo passará por adaptações, visto que você provavelmente estará mudando muito sua alimentação.


Uma das reações que ocorre com frequência no início da dieta é o aumento temporário da quantidade de urina (xixi). Isto ocorre pois você não estará consumindo alguns alimentos ricos em carboidratos (trigo), que acabam por puxar água para dentro das células. Ou seja, este líquido que esta sendo constantemente retido e lhe deixa provavelmente inchado, será eliminado na urina e, portanto você irá temporariamente urinar mais, sendo assim perderá um pouco mais de água e minerais. Este mecanismo, que culmina numa leve desidratação temporária, é o que dá origem a maior parte dos sintomas iniciais da dieta de baixo carboidrato.

Então vamos os sintomas mais comuns destes primeiros dias:

gripe

Sensação de gripe:

No início da dieta LCHF, é possível que você apresente sintomas similares aos de uma gripe ou resfriado. Por exemplo, dor de cabeça, sensação de fraqueza, cansaço, irritabilidade, que pode ser percebida principalmente pelas pessoas que convivem com você, letargia e até náusea.
O que é característico é que estes sintomas se manifestam nos primeiros dias da dieta (3-5)  e geralmente se resolvem espontaneamente nos dias seguintes. Esses sintomas são decorrentes da desidratação e da falta de sal no organismo. Portanto, para corrigir-los, ou melhor, para prevenir-los, devemos aumentar a ingesta de água e de sal na alimentação. Para corrigir simultaneamente a água e o sal na dieta, pode-se consumir um caldo de carne ou osso, feito em casa é claro. Ou simplesmente tomar um copo de água com uma colher de chá rasa de sal.


Esses mesmos sintomas também podem ser decorrentes da dieta com BAIXA gordura. Se você está iniciando a dieta de baixo carboidrato tenha certeza de que está consumindo gordura suficiente a ponto de ficar realmente satisfeito devido a proporção elevada de gordura na dieta. Isto é bem importante, pois o objetivo não é passar fome. A gordura é importante justamente para lhe dar saciedade. Então verifique se está alcançando a proporção de 60-70% de gordura na dieta.

constipação

Constipação:

Outro sintoma relativamente comum é ficar, digamos, com o intestino preso, ou constipação. É também decorrente da desidratação inicial. O intestino absorve a água e assim as fezes ficam ressecadas, dificultando o ato de evacuar. Então novamente para este sintoma, é recomendado a ingestão de água e sal. Junto à isto, recomenda-se aumentar o consumo de vegetais mais ricos em fibras, porém cuidado para não escolher os que também são ricos em carboidratos. Você pode optar por consumir espinafre, couve, brócolis, abobrinha, beringela, aipo, etc

câimbra

Câimbras:

Câimbras podem ocorrer devido a perda de magnésio na urina. Também aqui é recomendado corrigir com aumento na ingesta de água e sal. Se as câimbras forem muito dolorosas ou muito frequêntes, podemos corrigir-las com suplemento de Magnésio. Se necessitar chegar neste nível, acho que convém consultar um médico para lhe auxiliar.

mau hálito

Mau hálito:

Se você está fazendo dieta extremamente baixa em carboidratos, provavelmente estará produzindo corpos cetônicos que provêm diretamente da queima da gordura como fonte de energia. Nesta rota metabólica, algumas pessoas desenvolvem um hálito característico, que lembra a Acetona (o removedor de esmaltes), e leva o nome de hálito cetônico. Este mesmo odor também pode aparecer no suor. Não há problema algum com isto, só pelo fato que é desagradável para as outras pessoas. Nem todas as pessoas que estão nesta dieta, que leva o nome de cetogênica, desenvolvem este odor característico. E os que apresentam geralmente resolvem em 1 a 2 semanas. Enquanto isto, é recomendado o uso de enxaguatórios bucais ou spray de menta/hortelã. Só tenha cuidado para não usar chiclete ou balas, mesmo as que contêm adoçante para não desestabilizar a insulina e dificultar seu sucesso na dieta.

palpitação

Palpitação:

Palpitação é a sensação que representa sentir o coração bater mais forte ou bater mais rápido. Novamente este sintoma é devido aquela leve desidratação inicial. O coração bate com mais força ou mais rápido para manter a pressão usual nas artérias e isto pode ser percebido por nós. Então ingerir mais água e sal na grande maioria dos casos irá resolver. No entanto, se você usa alguma medicação para a pressão ou tem algum problema de coração, convém buscar ajuda especializada.

Para os Diabéticos: se você tem Diabetes e usa algum tipo de medicação, precisa ficar atento pois a dieta de baixo carboidrato fará com que seu organismo precise menos das medicações e se mantiver as doses habituais, poderá ter hipoglicemia que também é manifestada por palpitação. Se estiver apresentando hipoglicemia, então deverá procurar seu médico para lhe auxiliar a redução das medicações.

Para os que têm pressão alta: Se você tem pressão alta e trata com medicações, saiba que a dieta de baixo carboidrato irá reduzir sua pressão (ficar normal), e provavelmente você deverá reduzir a dose ou suspender as medicações que usa para tratar a pressão arterial. Este manejo do tratamento da pressão alta também deverá ser feito com acompanhamento especializado.

medicações

Todos estes sintomas também são amenizados se você reintroduzir um pouco de carboidratos na dieta. Porém saiba que estará dando um passo atrás no caminho do emagrecimento, no entanto, às vezes, poderá ser necessário.